O meu coração

Por Levi Araújo (madrugada de 5/3)

 

 

 

Teu doer e latejar

me traz ao peito frágil

a angustia de ser

 

Todas as lembranças a guardar

dos seios acolhidos

em tempos de aprender

 

Tua frieza e silencio

me prende ao questionar

deste triste viver as razões

 

Tuas dolorosas batidas

das doces memórias idas

dão ritmo ao esquecer

 

Teu seguir solitário,

teus sentimentos de nada.

Tuas lágrimas contidas,

teu esmolar na estrada

 

Teu aperto sentido

um desejar sufocado.

Teu abismo de desejos

de querer ser amado.

 

És o meu coração

Único, frágil e cansado.  

Dar-te-ei em oração

Ao meu Pai devotado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: